quinta-feira, junho 24, 2010

SOS Beleza 1-> Lição de maquiagem: Os truques da maquiadora Vanessa Rozan para dirfarçar as olheiras

Oi meninas!
Como faz um tempinho que não posto mais diquinhas sobre beleza, hoje estava dando uma olhada na net e achei super interessante essas dicas da Maria Cecília Prado, que é editora de beleza da revista Estilo, junto com a lindíssima, talentosa Vanessa Rozan e resolvi compartilhar com vocês, elas explicam tudo sobre corretivo, particularmente eu adoro corretivo, talvez seja pela necessidade, já que sofro com as terríveis olheiras, enfim confere ai a matéria completa porque vale muito a pena pegar essas dicas.

Preciso confessar uma coisa. Nunca fui muito fanática por corretivo, e por não sentir lá grandes necessidades de usá-lo, esse era um produto que eu pulava toda vez que ia fazer minha produção. O problema é que ultimamente ando exibindo olheiras inéditas e escandalosas (por dormir menos que o hábito, vocês devem saber como é…), e por conta disso passar corretivo diariamente acabou se tornando uma urgência urgentíssima. Depois de experimentar alguns que eu tinha em casa e não ficar 100% satisfeita com o resultado, decidi conversar sobre o assunto com uma expert em make. Então, marquei um encontro com a Vanessa Rozan, que foi maquiadora sênior da M.A.C durante anos e que agora tem um estúdio muito bacaninha, o Liceu de Maquiagem (ela dá consultorias e aulas de maquiagem lá). A proposta: pedir seu auxílio para encontrar o produto ideal para mim e, de quebra, montar outra aula para ajudar todo mundo que lê o blog e tem um problema parecido.


A Vanessa foi logo me mostrando um material bem didático que ela tem no Liceu: a roda das cores. Nele, a maquiadora apontou o tom exato das minhas olheiras (um azul violáceo, tom padrão de olheira para praticamente todas as pessoas) e explicou que para anulá-lo o ideal é usar um corretivo puxado para o pêssego ou laranja (na mão da Vanessa, logo abaixo, você poder ver à esquerda um bege normal, e do lado direito um bege “apessegado”).

Esquisito? É, eu achei. Mas ela me provou que essa é mesmo a nuance perfeita ao passar um pouquinho dela sobre a pele próxima ao olho. A mancha escura sumiu e o tom pêssego do produto também desapareceu. Tudo o que restou foi uma pele cor… de pele mesmo, perfeitamente integrada à do resto do rosto. Ah, é fundamental dizer que na hora de selecionar o corretivo ela considerou a intensidade de sua nuance. Quem está à busca do eraser ideal deve tomar o cuidado de selecionar um produto com gradação (“altura”) de cor equivalente à da própria pele – nem mais clara, nem mais escura, e sim igual. Ainda há muita gente que escolhe um corretivo clarinho, achando que isso vai ajudar a esconder a escuridão das olheiras. Atenção, garotas, isso é errado: a tática só vai deixá-las com uma aparência de guaxinim.


E quanto à textura? Essa parte é superimportante, pois basta escolher a errada para as ruguinhas e plissados à volta do olho ficarem marcados e evidentes (a pele da pálpebra é muito móvel, e um corretivo pesado evidencia as linhas que se formam com os seus movimentos, além de destacar eventuais marcas da idade).Vanessa ensina que os melhores produtos para essa delicada região são aqueles líquidos ou no máximo os cremosos bem finos, que formam uma cobertura delicada e flexível. Segundo ela, o ideal é que contenham silicone na fórmula, o que os torna ainda mais fluidos. A expert também recomenda preferir os que incluem emolientes e vitaminas – eles têm função de tratamento e ainda contribuem para deixar a textura mais deslizante. Ao comprar o seu, pergunte à vendedora se todos esses ativos estão presente na composição, ou então já pegue carona na listinha de preferidos da Vanessa para fazer a sua escolha: ela gosta do Select Moisture Cover, da M.A.C, e de dois outros que só são encontrados fora do Brasil, o Erase Paste, da Benefit (que, apesar do nome, é bem fino), e o corretivo da grife Kevin Aucoin
E ainda tem outras duas dicas importantes, que se referem à forma de aplicar. Primeiro, coloque algumas gotinhas do produto contornando somente o canto interno do olho (do lado externo não precisa, a mancha escura não se estende até lá). Depois, em vez de usar o dedo ou o pincel específico para corretivo, que é um modelo pequeno, com certas curtas e achatadas, Vanessa opta por passar o corretivo com um pincel de esfumar sombra, que tem a ponta arredondada e é fofinho, que você vê abaixo. Ela justifica dizendo que ao dar toques com ele na pele obtém dois efeitos ao mesmo tempo: deposita o produto e o espalha da forma adequada.


Gostaram das recomendações da makeup stylist?

Aguardem que tem mais dicas no SOS beleza!!!
Beijocas!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada fico FELIZ, sua opinião é muito impotante!!